Fórum

de discussão

Lean: metodologia de gestão para entrega de valor e otimização de processos de trabalho

Fortalecimento da equipe, em especial, a linha de frente da área assistencial de um hospital fica mais produtiva

O Conceito Lean é uma filosofia de gestão que tem como essência a capacidade de eliminar desperdícios continuamente e resolver problemas de maneira sistemática. Ou seja, tem como objetivo a melhoria contínua, redução de custos, agilidade na produção, aumento da capacidade produtiva e melhora no ambiente de trabalho para os funcionários.

“O foco é no aprimoramento dos processos primários de suporte e gestão. Os processos existem com uma finalidade específica e, com a melhoria dos processos, o prazo, o custo e a qualidade do produto primário serão impactados. Em um hospital, todos os processos convergem para a assistência de qualidade que serão impactados de forma positiva com inclusão dos princípios Lean na cultura organizacional”, explica Carlos Campos, sócio da LeanSupply.

Esta metodologia de trabalho fortalece a equipe da empresa como, por exemplo, a linha de frente da área assistencial de um hospital, que fica mais produtiva e cresce a qualidade no atendimento de forma assídua. “Com objetividade, simplicidade, valorização do conhecimento e trabalho em equipe podemos estreitar as relações humanas e processuais para compreensão da relação sistêmica fazendo com que, de forma natural, os princípios da filosofia se incorporem a cultura organizacional adicionando e maximizando o espírito de melhoria contínua, concorda Claudio Barban, também sócio da LeanSupply.

A vantagem de implementar este conceito nos hospitais é a identificação e eliminação dos problemas que travam os processos. Segundo Carlos Campos, o “Lean canaliza e direciona esforços que irão gerar melhorias pois os colaboradores conseguem diferenciar de forma clara o que é valor para a rede de clientes e o que de fato é desperdício nos processos”. 

Este conceito não está só relacionado a pessoas e processos. A Vita Care representa uma linha de mobiliário para hospitais, da marca Herman Miller, que oferece produtos com base neste conceito, que visa otimizar processos, protocolos, fluxo de trabalho, evitando desperdício de tempo e de produtos. O ambiente de saúde está em constante mudança e exige cuidados e qualidade para atender as necessidades. Os carrinhos modulares, por exemplo, com tamanhos universais e gavetas e acessórios intercambiáveis, por serem flexíveis e adaptáveis, expandem a capacidade de armazenamento e de transporte. Dessa forma, o hospital economiza tempo, dinheiro e melhora a eficiência e produtividade.

Segundo Claudio Barban, o conceito Lean pode ser implantado gradualmente nos hospitais e empresas. “Pode ser escolhido um ou dois processos para início dos trabalhos e a partir dos resultados apresentados vai, de forma natural, se propagando em todas as áreas. Mas é preciso lembrar que pode se iniciar de forma pontual, mas o apoio da média e alta gerencia até o CEO, precisa ser global”.

Carlos Campos considera que os hospitais que aderem este conceito têm inovado no modelo de gestão. “Apesar de teorias e literatura sobre o assunto estarem disponíveis já na primeira metade do século XX e, desde então, serem adotadas por muitas empresas, ainda podemos considerar inovação pois muitos leem sobre o tema mas aplicam de forma distorcida e sem propósito. Em hospitais ainda existem um vasto campo a ser explorado”.

O conceito nasceu na década de 1950 desenvolvido pela Toyota, no Japão, após a Segunda Guerra Mundial. Essa metodologia transformou a empresa em uma das principais indústrias de segmento automobilístico do mundo, pois a multinacional trabalha constantemente para eliminar atividades que não agregam valor ao processo.  

Enviando Comentário Fechar



Categorias